Por que eu? Por que aconteceu comigo? | Nilo Silva
Valor agregado e preço corrente
26/08/2019
Foque em seus pontos fortes
11/09/2019
Exibir tudo

Por que eu?

Quem nunca se viu fazendo esse questionamento depois de algum incidente negativo. Por que eu?

Todo mundo já vivenciou um momento de indignação por algum acontecimento que julgou não ser merecedor. Eu já vivi. Você já viveu. Por isso, eu deixo o questionamento que ninguém faz: mas, por que não você? O que lhe faz pensar que você não deve passar por uma situação incômoda?

O “por que eu” pode aparecer por diversos motivos. Com uma doença, com um filho que se envolve com drogas, com uma morte trágica na família, com uma traição. Ou, com qualquer outro fato que ninguém provavelmente gostaria de passar.

Como seres humanos, é natural que sejamos egoístas. Achamos que coisas ruins só podem acontecer com os outros e nunca com a gente.

Bom, isso é um grande engano.

E é aqui que nasce o “por que eu”.

Ao sentir o gosto amargo de uma situação negativa, podemos ser involuntariamente tomados pelo nosso ego. Queremos negar a situação e, de alguma forma, nos achamos superiores. Nos questionamos e acreditamos que aquela situação nunca poderia nos acontecer. Em síntese, seria algo como: “com os outros tudo bem, mas comigo jamais”.

 

Por que eu devo passar por momentos difíceis? 

Pasmem. Momentos dolorosos sempre vão acontecer.

Seja em maior ou menor quantidade e intensidade ou seja de acordo com a vida que você leva. Seja com as pessoas com quem convive ou seja com suas crenças. Momentos dolorosos sempre vão acontecer. E você sempre vai se perguntar: por que eu?

Veja bem.

Dificilmente olhamos o lado bom de uma situação negativa. Isso é natural e acontece com todos. Contudo, geralmente perdemos uma chance enorme de crescimento. Isto é, se você se pergunta “por que eu devo passar por momentos difíceis”, talvez seja bom você entender o que eu vou dizer.

Toda vez que você enfrenta um momento difícil, você acaba por subir um degrau na sua evolução. Ou seja, ainda que você não se dê conta disso (ou mesmo que não acredite nisso), você utilizará essa situação um dia. Você saberá como foi subir esse degrau.

Tudo é um aprendizado que, lá na frente, pode ter serventia. Por exemplo, você pode auxiliar outra pessoa que esteja passando pelo que você passou. Ou, então, estar mais forte para outro momento doloroso. 

 

“Legal, Nilo. Mas, por que eu? O que eu faço?”

Quando se sentir no olho do furacão, respire fundo. Use a razão e se pergunte:

  • “O que eu posso aprender com isso?”
  • “Quais proveitos posso tirar dessa situação?”
  • “Como isso pode ser usado a meu favor?”

O começo é sempre mais complicado. Contudo, é somente uma questão de aquietar a mente e “driblar” aqueles pensamentos que insistem em te levar para baixo.

Ainda está difícil, né? Eu sei.

Faça um exercício rápido.

Primeiro. Volte no tempo e se recorde de algum acontecimento que causou algum tipo de dor. Segundo. Perceba que, com o tempo, sua visão não é mais a mesma que tinha quando vivenciava o problema. Terceiro. A chave está justamente aí. Você deve mudar sua maneira de pensar.

Sua visão desse momento nada mais é do que uma grande oportunidade de aprendizado que pode mudar a sua vida. Se já não mudou.

 

Conclusão.

Você não precisa sair por aí pedindo aos céus para que problemas apareçam na sua vida quando algo dá errado. Também não deve ter atitudes para que eles aconteçam. Mas, mudando sua forma de pensar, vai entender que os problemas na verdade são apenas um presente do Universo. Uma oportunidade de ir para outro lugar, um lugar melhor e para o seu próprio bem.

Nilo Silva
Nilo Silva
Nilo Silva - CREF 138079-G/SP, empreendedor e fitness coach, é proprietário da UltraShop Suplementos, graduado em educação física e especialista em comportamento e desenvolvimento humano. Palestrante, escritor e vlogger, Nilo é apaixonado por saúde e acredita no poder que ela tem junto ao controle da mente na evolução de cada pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *